Bem Vindo ao BLOG Younger

O BLOG DA YOUNGER, é o mais novo canal de intercâmbio de informações do estudante. Acompanhe as notícias atualizadas do que acontece no mundo do intercâmbio e amplie seu conhecimento sobre seu país de interesse.

Calendário

setembro 2010
S T Q Q S S D
« ago   out »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Blog - Arquivo de setembro de 2010

Mochileiros

quarta-feira, 22 de setembro de 2010 - 20:09
postado por Younger Intercâmbio

Numa rua residencial, não muito longe do centro da cidade, você vê literalmente centenas de pessoas carregando pesadas mochilas, trajando o uniforme oficial dos viajantes do país: óculos escuros, tênis surrado, shorts e camiseta. Assim é Victoria Street, a rua oficial dos mochileiros em Sydney, na Austrália.

Viajar assim, com a mochila nas costas, é o meio mais popular (e também o mais barato) de se conhecer esse país, que é um pouco menor do que o Brasil e tem uma diversidade tão grande quanto. Se você quer torrar ao sol, vá para Cairns. Se você pretende esquiar, Snowy Mountains é seu destino. Se você pretende fazer escaladas ou trilhas em matas fechadas (mas seguras), dirija-se para a Tasmânia. Pensando em visitar o deserto? Alice Springs é o lugar. E o país também conta com cassinos, parques temáticos, lojas de grife e museus, esses últimos, em quantidades inimagináveis.

Percorrer as distâncias australianas não é fácil, já que o país é pouco populoso e apresenta enormes trechos de puro deserto e estradas cercadas por enormes e sonolentos pastos, onde o vento sopra forte e perder o mapa de viagem é quase uma certeza.

Diferentemente do Brasil, Oz, como é o país é conhecido por seus habitantes (uma abreviação da já abreviação “aussie”, que se pronuncia “ozzie”), tem uma população reduzidíssima. São 20 milhões de habitantes, o equivalente à população da cidade de São Paulo. Logo, os centros urbanos ficam muito distantes entre si.

A Austrália cuida muito bem de seus viajantes. As cidades são extremamente seguras, sendo possível sair à noite e voltar a pé de 99% dos lugares, sem perigo de ser assaltado. As sinalizações existem em abundância e, não importa a cidade, os australianos estão sempre dispostos a ajudar um turista perdido. Todos são cordiais, educados e muito, muito prestativos.

Por essas e outras razões, não se espante de ver milhares de jovens viajando sozinhos pelo país. Adolescentes recém-saídos do segundo grau, entre 20 e 22 anos compõe a maior parte dessa massa viajante. Eles vão ao país para trabalhar nas fazendas, colhendo frutas, ou como garçons e garçonetes nas grandes cidades. Um estágio de “vida real”, antes de caírem na vida adulta.

Cidade vibrante

quarta-feira, 22 de setembro de 2010 - 20:09
postado por Younger Intercâmbio

Menina-dos-olhos da Austrália, Sydney é vibrante, tem belas praias e um povo pra lá de hospitaleiro

Arte UOL

Principal destino turístico da Austrália, Sydney é dinâmica, cosmopolita e elegante. A cidade mais famosa do país é também multicultural, carrega um quê de Europa, com uma pitada de Brasil e um pouco de Estados Unidos. Isso para citar apenas três influências. Não é à toa que a capital do Estado de New South Wales é um dos lugares que atrai mais imigrantes no mundo.

Em Sydney, a vida ao ar livre é levada a sério. A cidade é conhecida por cultuar corpos sarados e bronzeados e por ser meca de surfistas. Nas 40 praias da baía perfeitamente recortada, turistas e sydneysiders, como são conhecidos os moradores de lá, disputam um espaço na areia e um lugar ao sol. Os pontos preferidos para se jogar ao mar são Bondi Beach e Manly, ao norte de Sydney, onde só é possível chegar de balsa, em uma travessia com uma vista de tirar o fôlego.

Arte UOL

Saindo das praias, mas ainda na baía, o porto de Darling Harbour é o lugar onde ferve o agito turístico. É dali que se entra para o centro nervoso da cidade, o chamado Central Business District, ou CBD, onde uns poucos arranha-céus cortam largas avenidas. A região guarda os principais hotéis, restaurantes e bancos locais, além dos dois maiores cartões-postais da cidade, a Harbour Bridge e a Sydney Opera House. Passeios não faltam.

Diversão e hospitalidade australiana

Não é só de belezas naturais e construções grandiosas que vive a fama de Sydney. A cidade australiana tem um povo caloroso e uma atmosfera bastante amigável. Os sydneysiders são desencanados e quase sempre estão prontos para ajudar. A presença dos imigrantes, muitos deles brasileiros, também ajuda -não é difícil cruzar com alguém falando português pelas ruas de Bondi Beach, por exemplo.

Para as horas de diversão e relaxamento, bares, baladas, pubs e restaurantes de todos os tipos e para todos os gostos fazem a cabeça dos viajantes. Entre as festas mais famosas de Sydney, está o Réveillon à beira da baía. Assim como no Rio de Janeiro, há uma enorme queima de fogos que costuma atrair milhões de moradores e turistas do mundo inteiro.

Sydney é uma metrópole de muitas facetas, que nada deixa a dever as outras grandes cidades do mundo, como Nova York, Londres ou Paris. A distância é inegável, a cidade fica quase do outro lado do planeta, mas do que isso importa quando os encantos também são indiscutíveis?

Intercâmbio esta cada vez mais em alta

terça-feira, 14 de setembro de 2010 - 20:09
postado por Younger Intercâmbio

Cada vez mais queremos (e podemos) estudar fora

11.setembro.2010 21:27:04

Os corredores apinhados de gente na Expo Estude no Exterior, neste sábado em São Paulo, não negam: os brasileiros querem muito estudar fora. Foram mais de 13 mil inscritos no evento. Somente para os EUA é esperado um aumento de 35% no número de estudantes brasileiros, de acordo com pesquisa do Instituto de Educação Internacional em Nova York.

Segundo a organizadora Daniela Ronchetti, o número de escolas interessadas no Brasil têm aumentado devido à melhora na economia do País, porque agora mais pessoas teriam condições de viajar, ainda que fazendo um certo esforço para guardar dinheiro.

Além das opções tradicionais, como graduação ou pós nos Estados Unidos, o evento trouxe outras alternativas. Que tal estudar inglês na ilha de Malta? Há um ano, Ângelo Moletta, dono de uma agência em Porto Alegre, descobriu que praticamente inexistiam estudantes brasileiros na pequena ilha do Mediterrâneo.Ensolarada e cheia de praias de cartão postal, o lugar entrou há poucos anos na Zona do Euro e passou a atrair franquias de escolas de inglês. Foi assim que a agência gaúcha passou a oferecer o serviço. Em oito meses, 15 brasileiros foram para Malta pelo programa.

Para quem quer aprender a cozinhar, além de falar inglês, o The International Culinary Center, em Nova York, oferece seis meses de curso. E não precisa ser um quase chef: também há espaço para quem vai começar do zero. Estreante em feiras no Brasil, a escola viu uma oportunidade de atrair alunos. “Com a economia melhor, mais gente pode ir para lá, e também por lá, menos gente pode pagar, já que estamos ainda em crise”, avalia o representante Chris Caperna.

Outra instituição que detectou demanda brasileira foi a Swiss Hotel Management School. Tanto que abrem esta semana um escritório para a América Latina em Brasília. Apesar do custo de vida ser alto na Suíça, quem quiser estudar Hotelaria por três anos fica hospedado na própria escola – um dos prédios é um antigo hotel luxuoso com montanhas geladas ao redor – e tem direito a todas as refeições diárias. Tudo por 25 mil dólares ao ano.

Claro que, para os tradicionais estudantes em busca de graduação, pós e inglês, não faltaram estandes. Difícil foi escolher. “Estou querendo fazer um curso especial para quem já é professor de inglês, mas quer um diploma extra. Tem muita coisa aqui. Estou avaliando e pegando todo o material para decidir”, diz Magda Muniz.

Feira de Educação do Canadá

sexta-feira, 10 de setembro de 2010 - 14:09
postado por Younger Intercâmbio

São Paulo is the most important commercial, industrial and economic center in South America. There are 33 million inhabitants in the state of São Paulo and 10 million in the city alone! It is the 4th largest city in the world and São Paulo’s undoubted importance as a commercial center makes it an excellent market for international student recruitment.

SAO PAULO: 11 E 12 DE SETEMBRO – WWW.BMI.NET

https://www.bmimedia.net/bmi/fairs.php?pais=Brazil

Salvador: September 19 | February 13

Rio de Janeiro: September 14 | February 15

Curitiba: September 23 | February 24

Florianópolis: September 21 | February 25

Belo Horizonte: September 16 | February 17

Globo Reporter hoje – Austrália

sexta-feira, 10 de setembro de 2010 - 13:09
postado por Younger Intercâmbio

Globo Repórter atravessa o grande deserto da Austrália

Nesta sexta-feira (10), a repórter Cláudia Bomtempo vai ficar frente a frente com os maiores e mais perigosos crocodilos do planeta na jaula da morte.

Nesta sexta-feira (10), a Austrália como você nunca viu antes. O Globo Repórter embarca no trem que atravessa o grande deserto. Vamos andar no lombo dos camelos, os dóceis gigantes da areia, e entrar em um orfanato de cangurus.

Veja o mistério da rocha vermelha. Viajamos até o maior monolito da terra, um lugar sagrado para os aborígenes. Nossa repórter fica frente a frente com os maiores e mais perigosos crocodilos do planeta na jaula da morte e nada com o maior peixe de todos os mares, o tranquilo tubarão-baleia.

Conheça uma cidade subterrânea e a vida de quem precisa morar debaixo da terra para escapar do calor. Você também vai ver as minas de opala e os australianos que ainda buscam a pedra da fortuna.

Confira os robôs que trabalham para o homem. E uma escalada de tirar o fôlego. Nossa repórter chega ao topo da grande Ponte de Sydney.